Marketing e o mercado regional

mercadoregionalEsse dilema é vivido por grande parte dos profissionais que atuam em mercados regionais e, a conversa é sempre a mesma! Muito difícil, pouco valor, não entendimento da real importância em investir em marketing e comunicação.

Sim, também por alguns momentos, compartilhamos do aparente coro de companheiros de profissão mas, convém destacar algum pontos para reflexão como:

1- Qual o real tamanho desse mercado?

2 – Qual a postura de sua estrutura?

3 – Qual experiência está promovendo?

4 – Quanto tempo se dedica a buscar aprimoramento?

Pensando no tamanho do mercado, acredito que a angústia de achar restritivo pode abrir novos horizontes pois o varejo não está mais nas lojas físicas dos mercados regionais assim como os compradores. O mundo mudou! (Parece discurso de profeta mas, é a realidade).

Quanto a sua postura e portanto de sua estrutura, se você não acreditar que o mesmo caminho não leva a destino diferentes então as coisas tendem a ficar menos confortáveis. Acho que erramos nesse processo e em todos os outros mas, o importante é arriscar! O mercado pode ser conservador e então tenha uma postura de inovação ainda que com certa moderação afinal, o mercado é construído e consolidado obedecendo tendências, hábitos e outras práticas que não acontecem de uma noite para outra.

Grandes agências, clientes globais, glamour, somas exorbitantes de capital (veja, também sonho e trabalho duro para uma conta dessas)  para quê? Conseguir dar aquele abraço amigo e falar com o consumidor como era na época de nossos pais e avós! Isso sim é uma revolução… Trazer o que temos de mais puro e sincero no frenético mundo da virtualização desvirtuante. Os nossos relacionamentos e as formas com que nos relacionamos está carente! Sim… muito… eu estou… você está… o mercado e os consumidores estão. Venda experiências… essas serão inesquecíveis as promoções, não.

Quantos cursos você fez no último mês? No último ano? Quando foi? Quanto mais difícil for a lembrança mais deve se preocupar! Falando em velocidade, uma referência interessante seria a trajetória dos pilotos de F1. Desde nosso ídolo Ayrton Senna até a nova geração o tempo de formação e aprimoramento de habilidades e conhecimento de cada circuito, foi reduzido com o uso  de simuladores que além de treinar, permite ao piloto conhecer cada detalhe de cada circuito com uma riqueza de detalhes e isso, sem sair do centro de treinamento ou até mesmo, sem sair de casa (vejam os avanços e recursos dos xboxes e plays Stations da vida – sim… sou da era atari)

Então, o aprimoramento está a um clique de distância então, é melhor desistir de dar desculpas de como fará um curso bacana pois as escolas são fora… (realidade de mercado regional) muito caro, muito isso, muito aquilo… na verdade é muito CÔMODO!

Aí acho que o resultado complicado de crise com falta de visão, vontade, mudança e pró-atividade com certeza vão engrossar o grupo de colegas que estão discursando sobre o mercado regional onde alguns empreendedores e possíveis clientes talvez não tenham entendido a necessidade e importância de investir e manter o investimento em uma área que representa o resultado e sobrevivência de sua estrutura no mercado.